Judô Notícias

Grand Slam de Baku

Na preparação para Brasília 2019, gestor de Eventos da CBJ vai ao Azerbaijão observar organização do Grand Slam de Baku

19.V

CBJ

Além das medalhas e dos pontos no Ranking Mundial, a CBJ foi ao Grand Slam de Baku também em busca de conhecimento e de alinhamento com a Federação Internacional de Judô para a realização do Grand Slam de Brasília, que estreará no calendário do Circuito Mundial em outubro deste ano.

Gestor Técnico Nacional e de Eventos da CBJ, Matheus Theotônio esteve no Azerbaijão no último final de semana com a missão de observar toda a estrutura técnico-esportiva da organização de um evento internacional nos padrões da FIJ e trazer esse know-how para a organização de Brasília 2019.

"Fizemos reuniões e acompanhamos na prática a rotina dos responsáveis por cada área funcional da organização do Grand Slam de Baku. Gostaria de agradecer à Federação Internacional de Judô e à Federação de Judô do Azerbaijão pela receptividade e pela abertura que tivemos durante o evento. Foi uma experiência fundamental no nosso planejamento. Os eventos da FIJ sempre trazem alguma novidade de um ano para o outro e nós precisamos estar atentos a essas atualizações para entregar um Grand Slam de Brasília de alto nível em outubro", afirma Matheus.

A competição, que acontecerá nos dias 06, 07 e 08 de outubro, recoloca o Brasil na rota dos grandes eventos internacionais de judô seis anos após a realização do Campeonato Mundial do Rio 2013.

Será um evento estratégico para a seleção brasileira na corrida pela classificação para Tóquio 2020, uma vez que o campeão de um Grand Slam soma mil pontos no ranking para a classificação olímpica e o Brasil, como país sede, pode inscrever até quatro atletas por categoria no GS.

"Normalmente, pela nossa posição geográfica, nossos atletas têm um desgaste extra em longas viagens pelas etapas do Circuito Mundial. Então, ter um Grand Slam em casa, é também estratégico neste sentido", complementa o gestor da CBJ.

O contrato firmado com a FIJ prevê também a realização de uma segunda edição do Grand Slam, em 2020. Para a realização do evento, a CBJ conta com a parceria de seu patrocinadores Bradesco, Cielo e Mizuno, além do Governo Federal e do Governo do Distrito Federal.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias