Judô Notícias

Campeonato Brasileiro Regional

Com casa cheia em Ji-Paraná, seleção do Distrito Federal lidera quadros de medalhas e fatura o Campeonato Brasileiro da Região IV

161.V

Gustavo Moreira
Torcidas dos sete estados participantes lotaram as arquibancadas do Ginásio Gerivaldão, em Rondônia, para acompanhar a competição nesse final de semana

Torcidas dos sete estados participantes lotaram as arquibancadas do Ginásio Gerivaldão, em Rondônia, para acompanhar a competição nesse final de semana

A cidade de Ji-Paraná, em Rondônia, transformou-se na capital do Judô da Região IV ao receber mais de 600 atletas para as disputas do último  da CBJ nesse final de semana, dias 04 e 05 de maio. Nos tatames, o destaque ficou por conta da seleção do Distrito Federal, que faturou o título tanto no masculino, quanto no feminino. E fora do shiai-jo, o protagonismo foi todo das torcidas dos sete estados participantes, que lotaram as arquibancadas do ginásio Gerivaldo José de Souza, o Gerivaldão, nos dois dias de evento.

"A participação maciça dos atletas, dos presidentes de federações, do público do início ao fim da competição foi um dos pontos positivos desse Regional. Acho que foi um dos primeiros eventos que a gente teve casa cheia o tempo inteiro", destacou a vice-presidente da CBJ, Seloí Totti, que é natural de Rondônia. "Destaco também a cordialidade entre atletas, técnicos e árbitros. Houve rivalidade, sim. Mas, houve respeito e lutas maravilhosas. Foi espetacular", completa.

O presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, também fez questão de prestigiar a competição, que contou com a presença de autoridades locais e dos presidentes de Federações Estaduais, como Delfino Batista da Cunha Filho (Acre), Luiz Gonzaga Filho (Distrito Federal), Josmar Amaral (Goiás) e o anfitrião Antônio Carlos Tenório (Rondônia).

A gestão técnica da CBJ foi representada por Marson Albani e pelo gestor de Eventos Nacionais, Matheus Theotônio, que elogiou o trabalho da Federação de Judô de Rondônia na organização do Campeonato.

"A parceria da FEJUR com a CBJ na realização desse Regional foi um sucesso. A organização superou as nossas espectativas. Deu para perceber o cuidado e o capricho que a Federação teve nos mínimos detalhes para fazer um belo evento. Ideias que podem servir de referência para a CBJ na organização dos Brasileiros finais", avaliou Theotônio.

Entre os destaques, ele aponta as ações de entretenimento com o público durante os combates, a cerimônia de abertura com o desfile das delegações e a surpreendente chegada das bandeiras numa descida de rapel nos paredões do ginásio.

Resultados finais

No tatame, o primeiro lugar geral em cada gênero foi disputado medalha a medalha pelo Distrito Federal e Mato Grosso do Sul, que conquistaram, respectivamente, 35 e 28 medalhas de ouro. Em seguida, Rondônia levou oito ouros, Mato Grosso e Goiás fizeram cinco campeões e o Tocantins teve um ouro.

A competição contou ainda com participação de quatro atletas do Acre, cujo melhor resultado foi um quinto lugar do meio-pesado Adriano Araújo na classe sênior.

No masculino, o quadro final de medalhas ficou com Distrito Federal em primeiro (16 ouros, 13 pratas e 21 bronzes), Mato Grosso do Sul em segundo lugar (15 ouros, 13 pratas e 26 bronzes), Goiás em terceiro (4 ouros, cinco prata e 14 bronzes), Mato Grosso em quarto (3 ouros, 5 pratas e 10 bronzes), Rondônia em quinto (3 ouros, 5 pratas e 8 bronzes), Tocantins em sexto e Acre em sétimo, sem pódios.

Já no feminino, o Distrito Federal liderou o quadro (19 ouros, 10 pratas e 21 bronzes), também seguido pelo Mato Grosso do Sul, em 2º lugar (13 ouros, 18 pratas e 24 bronzes); Rondônia ficou em 3º (5 ouros, 4 pratas e 8 bronzes); Mato Grosso, em 4º lugar (2 ouros, 5 pratas e 10 bronzes); Goiás em 5º (1 ouro, 2 pratas e 8 bronzes); e Tocantins em 6º (1 ouro, 2 pratas e 2 bronzes).

"Esse resultado veio mostrar o empenho e dedicação dos nossos professores, atletas, árbitros e os pais que se uniram à Federação. Foi realizado um trabalho de preparação técnica e de condicionamento físico invejável com esses atletas. E para que isso se tornasse realidade, contamos com o grande apoio do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, por meio da Secretaria de Esporte com o secretário Leandro Cruz e do Compete Brasília, que nos cederam os ônibus da delegação", contou Luiz Gonzaga Filho, presidente da Federação Metropolitana de Judô (Femeju).

Ao todo, o calendário CBJ contou com cinco etapas regionais envolvendo seleções de todos os 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal. Os Campeonatos Brasileiros finais de cada classe acontecerão separadamente no segundo semestre deste ano. O Rio de Janeiro receberá, em agosto, os Brasileiros Sub-15 e Sub-18; Curitiba recebe o Sub-13 também em agosto; Lauro de Fretias (BA) sediará o Sub-21, em setembro; e o Campeonato Brasileiro Sênior será em dezembro, ainda com local a definir.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias

Publicidade
  • AULAS TENIS CLUB 300X250
  • PARA ABENÇOAR 300X250

Outras notícias...